fbpx

Qual o melhor empréstimo para você? (Parte 2)

Veja mais alguns tipos antes de decidir e então realizar seus sonhos e da sua família

Você tem um projeto em mente, contas a pagar, uma reforma, uma viagem de férias ou intercâmbio? Não importa qual a sua necessidade, um empréstimo pode ajudar a realizar seus sonhos. Mas vale a pena pesquisar e conhecer tudo e mais um pouco sobre o assunto antes de qualquer coisa.

Na matéria anterior, que você pode ler aquicomeçamos a explicar esse tema. Lá você entenderá melhor como funcionam o empréstimo pessoal, consignado e o Home Equity. Sobre o último, também temos mais detalhes nessa página aqui .

Abaixo, como prometido anteriormente, temos detalhes de mais alguns tipos de empréstimo para que possam escolher conscientes das opções que o mercado oferece e resolver suas pendências da melhor forma possível.

Empréstimo rotativo – cartão de crédito

Cair nos juros rotativo do cartão de crédito é bem arriscado. O Brasil tem uma das maiores taxas nesse quesito. Segundo dos do BCB (Banco Central do Brasil), a média de juros de crédito rotativo em maio esteve em 363,3 %.

Ao deixar de pagar uma parcela completa é como se o cliente estivesse pegando um empréstimo com o banco. No próximo vencimento terá que pagar a nova parcela e as que deixou para trás, só que com juros estratosféricos.  Com o passar do tempo uma conta relativamente baixa pode se tornar uma dívida imensa.


Empréstimo por cheque especial

Esse tipo é bem simples e fácil de conseguir, mas cuidado com as desvantagens. É arriscado, pois é disponibilizado como um limite dentro da própria conta. Quando acaba seu saldo, você começa a usar o chamado limite do cheque especial automaticamente e os juros vão somando até entrar mais dinheiro na sua conta. Quando cai o valor, o “empréstimo” e seus juros são pagos automaticamente ao banco.

É uma opção rápida e sem burocracia, mas tem juros bem altos que podem não compensar a facilidade.


Empréstimo com automóvel em garantia

Esse tipo de empréstimo não é muito difundido, nem utilizado, mas não deixa de ser uma opção para quem deseja um valor que não seja tão alto. O primeiro passo é ter um veículo quitado para usar como garantia. Com base no valor do automóvel, que deve ter no máximo 10 anos de fabricação, e outros dados avaliados sobre a família, é possível conseguir um crédito de até 90% do valor do veículo. Além disso, o prazo para o pagamento é de até 48 meses.

O grande benefício é que o proprietário não precisa se desfazer do seu veículo para adquirir o crédito. Esse tipo de empréstimo é muito rápido e sem burocracia, em até 5 dias úteis o dinheiro fica disponível em sua conta.


Prós e contras sempre vão existir, por isso é importante se informar e fazer o empréstimo apenas com instituições financeiras autorizadas. Outra ressalva, feita por Everton Braga, sócio fundador da empresa CredMov, é ter cuidado para não cair em golpes. “Aceite apenas a consultoria de empresas confiáveis e nunca pague nada se não tiver certeza da idoneidade daquela empresa/pessoa.”

 

Equipe Credmov!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.