Empréstimo com garantia de imóvel: Descubra 5 mitos e perca o medo

Em diversos países, usar um imóvel como garantia de um empréstimo é algo comum, porém no Brasil esta modalidade de crédito é pouco conhecida e cercada de receios por parte da população que tem têm calafrios só de ouvir falar em colocar sua casa, apartamento ou sala comercial no contrato. Porém, essa é a modalidade de crédito mais prática disponível, que oferece juros bem mais baixos e prazos mais longos que o empréstimo pessoal ou o rotativo do cartão, por exemplo.

Você quer realizar um projeto pessoal como reformar a casa, fazer uma grande viagem pelo mundo ou investir na sua própria empresa?  Se as taxas são melhores e há outras vantagens, por que não utilizar o empréstimo com garantia de imóvel? Para te ajudar a responder essa questão, vamos esclarecer alguns mitos sobre essa forma de crédito.

 

A intenção do banco é tirar a minha casa. Mito!

Na verdade, é exatamente o contrário. Para as instituições financeiras não existem vantagens em ter que recorrer a garantia do imóvel, para eles a maior vantagem é o cliente pagar corretamente todas as parcelas e eles lucrarem com isso, sem problemas. Os bancos vêm o imóvel apenas como um seguro, que contratamos, mas não queremos utilizá-lo. Muitas vezes, inclusive, os bancos propõem a renegociação da dívida ou do prazo para evitar a alienação do bem, que só ocorre em último caso.

Até porque o imóvel para o banco representa custo enquanto o empréstimo significa lucro (mesmo com a taxa de juros menor). Ao possuir direito de propriedade do imóvel, o banco se torna responsável pelos custos de manutenção do bem, como IPTU e condomínio, além de custos como o ITBI (Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis).

 

Comprovação de renda sozinho e apenas como pessoa física. Mito!

Como o crédito geralmente é de alto valor, nem sempre é possível que uma só pessoa consiga comprovar a renda necessária e isso não é obrigatório. Existem outras possibilidades para que  o requerente possa comprovar que consegue arcar com as parcelas, incluindo outras fontes de lucro na declaração como a renda do seu negócio, por exemplo.

 

Não posso utilizar o imóvel. Mito!

Mesmo como garantia do empréstimo, o imóvel continua a ser seu e você pode usufruí-lo como quiser seja alugando, reformando e até vendendo.  Em caso de venda, é importante esclarecer para o comprador que o imóvel faz parte desse tipo de operação. Visto que ele deverá quitar o saldo devedor junto ao banco, que dará baixa na alienação fiduciária. O valor restante será então repassado ao proprietário. A operação é bastante simples e comum no mercado, basta que as partes estejam de acordo e formalizem essa transação em contrato.

 

O processo é burocrático e lento. Mito!

A contratação empréstimo com garantia de imóvel exige uma série de documentos e isso pode dar a impressão de ser um processo cansativo e lento. Entretanto, isso não é uma realidade.

Apesar das burocracias inevitáveis, esse processo pode ser feito rapidamente e de forma simples com a ajuda de empresas que intermediam esse processo e prestam consultorias ao requerente até a fechamento do contrato. Especializada em empréstimo com garantia de imóvel, a CredMov, por exemplo, tem como missão facilitar e humanizar todo processo de atendimento, garantindo que o cliente entenda todos os passos da solicitação de crédito e como seu imóvel pode ser usado para realizar, e conquistar diversos projetos pessoais, ou facilitar um momento de dificuldade financeira.

O dinheiro deve ser usado para uma finalidade específica. Mito! 

Essa é mais uma das vantagens do empréstimo com garantia de imóvel, o cliente não precisa usar o crédito apenas para reformar o imóvel ou adquirir um novo. Ele pode ser utilizado para qualquer finalidade, como investir em um negócio, quitar dívidas mais caras ou mesmo fazer uma viagem, até mesmo mais de uma dessas opções.

 

Quer conhecer melhor o produto? Faça seu cadastro e nossa equipe lhe enviará propostas detalhadas sem compromisso e de forma gratuita!   SOLICITAR SIMULAÇÃO

One Comment

  1. carlos otavio gava careta-
    11 de maio de 2018 at 13:55

    tenho um apartamento para fazer um emprestimo com garantia no valor de 260.000,preciso de 50.000 em 120x quitar dividas,queria ver como fica as parcelas

Deixe um comentário

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550